PRÁTICA :COMO APRESENTAR OS TRABALHOS ESCOLARES

Fonte: http://www.anglobrasileiro.com.br/trabalhos_escolares.htm


TRABALHOS ESCOLARES
ROTEIRO

O objetivo deste roteiro é fornecer informações aos pais e alunos sobre a forma de apresentação dos trabalhos escolares, visando um melhor entendimento do conteúdo exigido. Essas informações se fazem necessárias para auxiliar os alunos:

- quanto à organização de suas tarefas;
- quanto ao desenvolvimento de sua responsabilidade;
- como estímulo à sua autonomia;
Vocês encontrarão nesse roteiro os esclarecimentos pertinentes a cada tipo de atividade solicitada pelo professor.

CARTAZ

A função de um cartaz compreende duas finalidades: informativa e ilustrativa. As informações devem ser objetivas, bem distribuídas no espaço do papel utilizado (cartolina, craft, color-set ou cartão) e de fácil visualização. As ilustrações obedecem às mesmas regras para não prejudicar essa visualização. Para alcançar esses objetivos deve-se observar atentamente determinados itens:

• use letras grandes (tanto impressas quanto manuscritas);
• evite textos muito longos;
• evite figuras ou desenhos muito pequenos;
• utilize legenda (se necessário);
• cuidado com a decoração (ela não pode aparecer mais do que a informação);
• coloque título (Margem superior / centralizado)
• identifique o cartaz colocando:Matéria / professor/ série / nome(s) do aluno(s) na margem inferior à direita.
• o prazo para entrega do cartaz, determinado pelo professor, deverá ser obedecido rigorosamente, caso contrário, haverá desconto da nota na avaliação final.


LIÇÃO DE CASA/TAREFA
A lição de casa é uma das tarefas mais tradicionais e discutidas entre os profissionais de educação. Seu objetivo é exigir do aluno um momento de estudo onde ele poderá verificar o que realmente entendeu da leitura, dos exercícios e das explicações dadas pelo professor em sala de aula.

Esse distanciamento é fundamental para o processo de aprendizagem e para o próprio professor avaliar a capacidade de entendimento e realização que o aluno tem ao executar essa tarefa sozinho. Outros aspectos, também importantes, são: a organização ao escrever e a responsabilidade ao apresentá-la na data marcada.

Os alunos de 5ª série( 6º ANO)  podem encontrar uma maior dificuldade ao lidar com diversos professores e o horário de suas aulas. Para a fase inicial desta série, é imprescindível um acompanhamento mais efetivo para ajudá-lo a se organizar, caso isso ainda não tenha ocorrido.

É necessário ressaltar que: para se escrever bem é preciso escrever mais, e é claro que alguns alunos relutam a aceitar essa prática. A lição de casa é então, um dos recursos que permite esse exercício de aquisição da escrita, além da fixação do conteúdo. Para que a tarefa seja mais eficiente, deve-se copiar os enunciados das questões de forma organizada, enumerando-as e elaborando suas respostas de maneira completa.

O aluno deve realizá-la em casa pois assim estará exercitando, sozinho, sua organização de pensamento para expressar o que entendeu sobre a matéria discutida.

LISTA DE EXERCÍCIOS / QUESTIONÁRIO

Tudo o que o aluno observa ao seu redor, todos os cálculos que faz e todas as referências que consegue estabelecer serão transformadas em objeto de reflexão e vão constituir suas primeiras experiências propriamente ditas, em relação ao conhecimento que a escola propõe.
Dessa maneira, é fundamental que o professor elabore um maior número de situações de aprendizagem, pois, quanto maior for o número de exercícios, quanto mais diversas forem as situações propostas, maiores serão as oportunidades de elaborar, construir noções e entender os conceitos trabalhados em sala de aula.

Para tanto, temos as listas de exercícios extras e questionários, que devem obedecer às seguintes orientações:
• deve constar cada pergunta enumerada seguida de sua respectiva resposta;
• apresentar respostas completas;
• evitar o uso de corretivo;
• evitar rasuras;
• usar folhas de almaço, fichário ou sulfite (não serão aceitas folhas com rebarbas, arrancadas de caderno);
• entregar folhas grampeadas ou coladas (nunca uni-las com clipes, barbante, fita adesiva);
• os prazos determinados pelo professor deverão ser obedecidos rigorosamente, caso contrário, haverá desconto na nota.

* verificar padronização de trabalhos escolares

Obs: A prática de copiar as listas dos colegas apenas engana o próprio aluno. Os exercícios são propostos para estudo individual.

LIVROS DE LEITURA

Ler um livro não é só conhecer a história. É preciso colocar-se no texto e tentar percorrer o mesmo caminho que o pensamento do autor percorreu. É preciso entender o porquê, o quando, o onde, o como. Para que o mundo maravilhoso e mágico do autor se torne realidade, é necessário que os leitores entrem no texto com suas vivências e recriem a realidade criada pelo autor.

Temos aí o grande desafio contemporâneo, a transformação de nossos alunos em bons leitores, fazê-los se distanciar desse mundo informatizado, fugaz e prático para permanecerem longos minutos envolvidos por uma história.
A atividade de leitura proporciona o desenvolvimento da expressividade, do uso funcional da linguagem, do vocabulário e da reflexão sobre o mundo.

Para fazer um registro e avaliar o entendimento do aluno, o professor pode se utilizar de alguns instrumentos como: discussão oral sobre determinados capítulos, cartaz, questionário, relatório, resenha, resumo ou reescrita em forma de quadrinhos. Todo e qualquer trabalho solicitado que não estiver neste roteiro, caberá ao professor passar as devidas instruções aos alunos, no caderno ou em folha impressa.

As datas de entrega de atividades, de apresentação ou de discussão sobre a leitura serão previamente determinadas pelo professor e o não cumprimento delas acarretará desconto na nota.

* verificar padronização de trabalhos escolares

MAPA

Ensinar o aluno a construir o conhecimento do lugar onde vive, reconhecendo desde os limites territoriais até as características geográficas, econômicas e políticas para que mais tarde ele possa atuar sobre esse espaço, é uma das preocupações do nosso ensino.

A análise comparativa de documentos como fotos, figuras e mapas antigos com os atuais proporcionam a leitura de imagens e dados de diferentes fontes de informação de modo a permitir que o aluno interprete, analise e relacione essas informações para que se reconheça o que muda e o que permanece na vivência humana presente na sua realidade e em outras comunidades, das mais próximas às mais distantes.

A confecção de um mapa é um dos exercícios mais adequados a esse tipo de leitura e que possibilita desenvolver a capacidade do aluno em seguir instruções, construir e ler legendas, realizar comparações e estimular a memória visual.

Para essa confecção, obedeça às seguintes orientações:

• use papel vegetal (formato A-4 ou A-3) ou cartolina conforme tamanho necessário.
• identifique o mapa com título (Margem superior / centralizado);
• identifique a matéria, professor, série e nome do aluno colocados na margem inferior à direita.
• utilize legenda clara e objetiva;
• atenção ao colorir seu mapa, evite cores muito escuras que possam ocultar detalhes.
• o prazo para entrega do mapa deverá ser obedecido rigorosamente, caso contrário, haverá desconto da nota na avaliação final.

MAQUETE

Ao solicitar uma maquete como registro de conteúdo, o professor possibilita ao aluno um trabalho que envolve associação entre desenho, planejamento, elaboração de problemas e criação de soluções.
A finalidade desse processo abrange a exploração de conceitos pertinentes ao assunto, o aprimoramento da sensibilidade estética, o desenvolvimento das habilidades manuais e a vivência da aprendizagem. Agora veja como esse processo ocorre:
Primeiro é necessário se fazer uma pesquisa sobre o tema que se quer reproduzir. Após essa etapa, deve-se decidir em grupo, acatando e selecionando as idéias de cada colega, o que se pretende retratar, e para isso deve-se responder algumas perguntas como:
• Estamos dentro do tema?
. A cena que vamos reproduzir mostra o que há de mais importante nesse tema?
O essencial nesta etapa é elaborar um desenho (planta baixa - croqui) do que se pretende construir; esse instrumento será fundamental para as discussões sobre a cena retratada. Decidido o plano, as próximas questões são:
• Quanto tempo teremos para confeccionar a maquete?
• Quais os materiais necessários?
• Quem vai comprar ou coletar os materiais?
• Quando o grupo vai se reunir para a execução do trabalho?

Após a etapa de organização estar concluída, mãos à obra!

Lembretes importantes:

• materiais como argila nem sempre são bem vindos, pois costumam ressecar, se despedaçar com o tempo e pesar muito. Opções: a massinha de modelar, a massinha de biscuit e o papier mache.

• As bases dos trabalhos, que normalmente são de isopor, devem ser confeccionadas com papelão duplo. O uso do isopor é discutido em face da sua decomposição (8 anos) e de sua reciclagem ser pouco feita.

• Preste atenção à escala, isto é, a proporção entre os componentes da maquete. Por exemplo, uma árvore adulta deve ser sempre maior que um ser humano, a moradia deve ser maior que o morador e os animais devem guardar a devida proporção – um cachorro deve ser menor que um búfalo.

• A maquete deve comunicar o que se quer retratar sem a necessidade de uma “bula”, no máximo colocar-lhe um título e um pequeno resumo do que se quis demonstrar, deixando que os detalhes sejam percebidos pela “platéia”.

• Procure rechear sua maquete de pessoas (bem caracterizadas), isso às vezes pode ser mais importante que uma edificação.Retrate cenas do cotidiano, se for um templo, pessoas rezando, se for uma cena agrícola, pessoas plantando, colhendo, etc.

• As datas estabelecidas para acompanhamento do trabalho deverão ser obedecidas, caso contrário, haverá desconto da nota na avaliação final.


PESQUISA

Essa atividade escolar visa propor ao aluno uma investigação, um estudo mais sistemático com o fim de descobrir ou estabelecer fatos ou princípios relativos a determinado campo do conhecimento.

É um trabalho que requer dedicação à leitura e empenho na organização de dados. A princípio, é necessário selecionar as fontes que serão utilizadas para coleta desses dados. Podem ser: livros, revistas, jornais e sites da internet. É aconselhável desenvolver sua pesquisa sempre com o acompanhamento de um dicionário para assegurar o entendimento de novas palavras encontradas.

Após essa etapa, é feita uma organização das anotações mais importantes que passam a compor o texto do aluno. Para a redação de seu próprio texto, é fundamental obedecer à seguinte estruturação:

Introdução          Desenvolvimento              Conclusão                  Bibliografia

Na introdução faz-se um esboço do que se vai falar; o assunto fica, já nesse parágrafo (ou nesses parágrafos iniciais), delineado, é a apresentação do estudo e onde podem-se levantar hipóteses a respeito.

O desenvolvimento é a parte em que se trata do assunto propriamente dito, apresentam-se os fatos, argumentam-se e fundamentam-se as noções discutidas. A coerência de idéias e a coesão dos termos usados são dois pilares importantes nessa fase, que geralmente situa-se em dois ou mais parágrafos. Nesta parte do texto é permitido incluir ilustrações, devidamente legendadas.

A conclusão é a última parte e retoma o tema central, amarrando as idéias periféricas e algumas vezes, levanta questões, apresenta soluções ou acrescenta uma nova idéia que fecha o assunto.

Atenção: uma pesquisa bem elaborada requer leitura cuidadosa, ótima organização e boa produção textual, para alcançar um bom resultado deve-se considerar a boa estética, letra legível no caso de ser manuscrita, coerência de idéias e uso de linguagem adequada (evite usar chavões, lugares-comuns e principalmente termos chulos).

As datas estabelecidas para acompanhamento ou entrega da pesquisa deverão ser obedecidas, caso contrário, haverá desconto da nota na avaliação final.

* verificar padronização de trabalhos escolares
Ocorreu um erro neste gadget

COMENTE!

glitter-graphic.com is your one stop glitter graphic code resource

OS DEZ MANDAMENTOS PARA O SUCESSO DO ALUNO

I.Ter um local próprio para o ESTUDO em casa;
II. Fixar um horário e estudar diariamente em casa, no mínimo 1 hora;
III. Revisar diariamente em casa os conteúdos estudados em aula;
IV. Entregar pontualmente as tarefas marcadas;
V. Trazer para aula o material completo;
VI. Ser assíduo, dedicado e pontual às aulas;
VII. Prestar o máximo de atenção em tudo que o professor explicar ou falar;
VIII.Deixar as brincadeiras para o recreio e para as horas especiais;
IX. Ter diariamente momentos para o hábito de boa leitura;
X.Buscar ENTENDER os conteúdos propostos, AO INVÉS DE DECORAR.

Direção Prof. Nagib Raslan



COMO ESTUDAR

* Procure fazer do estudo um hábito, seja organizado e responsável!
*As dificuldades existem, mas você é capaz de superá-las. Basta ter empenho e vontade de aprender;
*A sua participação nas aulas é muito importante na construção do conhecimento;
*Você deve priorizar o quê estudar, tendo sempre em mente o seu horário escolar;
*Fique alerta às datas de trabalhos e avaliações;
*Descubra como você aprende melhor;
*O local, o horário e o tempo que estuda em casa, devem se tornar uma rotina;
*Estudar em grupo pode ser bom, quando há compromisso e seriedade;
*Esteja, atento às explicações dos professores, a dúvida do seu colega, pode ser sua também;
*Não espere o professor marcar as provas para começar a estudar;
*R
efazer exercícios e atividades auxiliam na sua memorização.

Dicas Orientadora Educacional Maurília


“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.” Paulo Freire